sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

PRÊMIO REDEEDUCA


“O Prêmio ARede Educa 2016, que está na 9ª edição, recebeu mais de 500 inscrições de projetos, entre os quais 220 foram classificados. Os 52 vencedores consistem em experiências e iniciativas públicas e privadas, de todos os cantos do país, do ensino básico (fundamental, técnico e médio) ao ensino superior (tecnológico e graduação)”.


quarta-feira, 30 de novembro de 2016

É A EFICIÊNCIA NA DEFICIÊNCIA

“Por que realizar a VIRADA INCLUSIVA? Porque além de celebrar o DIA INTERNACIONAL DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA, possibilita que todos, pessoas com e sem deficiência, possam estar juntos em ações inclusivas nas ruas, praças, parques, museus e teatros no Estado de São Paulo.
Idealizado e coordenado pela Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, o evento é gerido pela Abaçaí Organização Social de Cultura e conta com uma ampla rede de parceiros e colaboradores voluntários, dos mais diversos setores, que realizam inúmeras atividades culturais, esportivas e de lazer, que formam uma extensa programação gratuita e acessível em todo o Estado de São Paulo, em uma grande celebração da diversidade humana.
O Dia Internacional da Pessoa com Deficiência é celebrado no dia 03 de dezembro”.


AERONAVE DA MORTE


"Falar da segurança da aeronave em si é um pouco complicado porque quando ela é produzida, passa por uma série de testes, que é o programa de certificação dela. Eu chamo a atenção com relação à família, essa família de modelo, é que ela tem um número de acidentes por milhão de decolagem bastante elevado, se você compara com os indicadores das aeronaves competidoras ou da mesma classe", contou o especialista.





CAPACITE-SE!


terça-feira, 29 de novembro de 2016

UNEAFRO


“A UNEafro Brasil  União de Núcleos de Educação Popular para Negras/os e Classe Trabalhadora agrega militantes da causa negra, da luta antirracista, da causa das mulheres, da diversidade sexual e do combate a todos os tipos de discriminação e preconceito; da causa da Educação Popular e Libertária, da disseminação do protagonismo comunitário e da luta contra a exploração econômica e a dominação política. Nossa vivência nos leva a defesa da tese de responsabilização e da cobrança do Estado pelas mazelas do povo brasileiro, em especial negras/os e pela implementação de Ações Afirmativas dirigidas aos grupos historicamente injustiçados. Reivindicamos nossa vocação para o trabalho educacional de base e de formação política direcionado às comunidades periféricas urbanas; nossa atuação política no interior das Faculdades e Universidades e ações de mobilização estudantil”.

“Na maioria dos núcleos as aulas ocorrem aos finais de semana, mas há opções em dias úteis intercalados em algumas unidades. Isso facilita a participação de trabalhadores que desejam retomar os estudos e ingressar no ensino superior. Os cursinhos são gratuitos e funcionam a partir do trabalho voluntário de professores, coordenadores e pessoal de apoio, desde 2009”.